quarta-feira, 24 de junho de 2009

O fim da estrada, o começo do caminho - pt2

– O cérebro parece que está a mil por hora, processando “n” informações, pensamentos voam, tempestades de descargas elétricas ecoam por sua cabeça, o sangue fervilha como uma poça de lava. É nessas horas que tudo acontece, você perde a noção da sensatez, começa a fazer bobagens e incrivelmente seu nível de interatividade atinge os picos mais altos. E você se sente bem. Tudo flui e parece que para melhor. Beijos são roubados nessas horas e amizades são destruídas porque você não consegue se conter e fala tudo o que pensa. Age de acordo com o tamanho da sua hiperatividade e continua criando e fazendo bobagens. Diz sim para tudo. O caminho da vida bandida é o sim. Diga sim, e você viverá feliz para sempre.
– Quem liga? – Respondeu ela novamente.

2 comentários:

Isadora disse...

também acho que o caminho da vida bandida é o sim.
Passando para dar uma sonandada nos blogs amigos mas totalmente sem tempo de postar, espero voltar em breve rssrs

aperto de mão (kkkkkkkk)

Mateus Henrique Zanelatti disse...

Te vejo em breve então!

Apertão