terça-feira, 21 de julho de 2009

O observador lunar

1969, o observador sente a presença do primeiro objeto com tripulação vindo do planeta Terra.
Rapidamente ele calcula sua trajetória e toma dados de sua situação. É uma nave de exploração, conclui ele.
O observador move sua cabeça cavalar para o lado escuro da lua, agita suas asas e com um impulso de suas pernas mecânicas ele toma vôo. Não voa como as aves da Terra, não daria sem atmosfera, mas ele usa de complexos sistemas de propulsão além da imaginação do homem.
Ele pousa em um campo onde sua presença não será percebida pela nave terrestre.
No meio da escuridão, apenas seus olhos vermelhos destacam-se.
Sua mente robotizada calcula quanto tempo levou para o homem finalmente chegar a lua, ele observava o planeta deste o tempo em que as primeiras bactérias foram implantadas nos mares antigos. Não é um número tão alto quanto sua própria idade, nem mesmo chega aos pés da idade do universo.
Mas para o observador esse é o dia mais importante de sua longa vida mecânica. E também conclui que é o dia mais importante da vida dos três homens a bordo da nave. A vida vale a pena.
O homem chegou à lua.

4 comentários:

MargueRita disse...

My name is EEEEEEva!


Posso ser a Eva?
o/

Adorei teu conto!
Bj

Sunflower disse...

Droga, tb lembrei do Wall-E.

beijas

Ana Karenina disse...

Balela!

=P

Mateus Henrique Zanelatti disse...

Ah, não assisti aonda esse filme, mas só ouvi falar bem dele. Está na minha lista desse fim de semana!

Nina, balela? Você está entre os que não acreditão? Mas esta postagem é apenas um conto...

::)