sexta-feira, 21 de maio de 2010

Esta fria e escura madrugada

Já eram três e meia da madrugada e eu ainda não tinha conseguido cerrar os malditos olhos. Estava com os nervos a flor da pele, os olhos estalados, parecia que tinha tomado êcxtase. Porra, e esse frio? A janela estava toda fechada, mas ainda entrava um fina corrente de ar pelas frestas, isso me congelava e irritava, era como se a morte estivesse entrando aos poucos para me levar ao inferno, só que um inferno congelado.
Com a pouquíssima luz do ambiente, eu conseguia ver a silhueta do corpo que estava ao meu lado, estirado na cama. Ela estava deitada de lado, o corpo nu, suas curvas perfeitas; e ainda exalava um perfume forte e enjoativo, apesar da poça de sangue que empapava o lençol ao seu lado.
Ela não respirava, não se mexia, não sentia frio. Eu senti um pouco de inveja, poderia estar ali em seu lugar, dormindo sem dor. Merda, na verdade eu é que deveria estar ali.
Foi tão rápido, pareceu um sonho. Transamos, e ela morreu por minhas mãos. Mais uma vez não senti remorsos ou emoções, apenas a porra da faca entrando e saindo e eu ali, feito um robô sanguinário.
Faz quase duas horas que estou aqui, quanto vai ficar essa coisa toda?
Ah, sirenes, finalmente. Pelo menos vão e levar daqui. Só tenho medo de que me joguem em um lugar mais frio.

8 comentários:

Camila Fontenele disse...

Como sempre fantastico, transforma o drama em comico, ou menos assustador.
Forte e impactante.

Um beijo ;**

bella ferraro disse...

"Mais uma vez não senti remorsos ou emoções".

Hmmmmm. Insensibilidade em série.

Larissa disse...

Que impacto.

Confesso que a princípio me senti meio espantada demais, mas.. veja só, acabei embarcando junto com o próprio personagem. E esperando também que ele não sentisse mais tanto frio.

SaraMaper disse...

As suas imaginações começam a ficar perigosas quando vc sente desejo de por elas em pratica...
ou não?

Marcos Satoru Kawanami disse...

Mathew,

go on working yer shape, 'cause i see that ye have been gaining ground.

go, Johny, go!


=D
Mark Twain

.

SaraMaper disse...

Ele não me lê, mas sabe o que eu sinto sim rs...

H. Steiner' disse...

não.. nunca li. ;/

o frio as vezes corroe a gente :S

Isabela disse...

sua intensidade ao escrever é mesmo invejavel! parabens!