segunda-feira, 14 de junho de 2010

Eu sou quem eu sou; vampiro

Segunda-feira: Entrei no quarto, ela gritava desesperadamente. Tive que usar a mordaça pela segunda vez. Ela tentou me bater, estava forte ainda, fui obrigado a amarrá-la à cama com fita isolante. Cortei dois dedos da sua mão direita pelo desrespeito. Não dei-lhe comida neste dia.

Terça-feira: Ela ainda chorava, estava inconformada com sua situação. Passei três horas inteiras à contemplá-la. Tentei dar de comer em sua boca, ela cuspiu em mim. Cortei sua língua com precisão. Não precisava mais usar a mordaça.

Quarta-feira: Dei-lhe uns tapas para acordá-la, ela está fraca. Joguei uns comprimidos de vitamina pela sua goela. E água, bastante água. Ela me olha com olhos piedosos. Não tenho pena, corto seu pé esquerdo e faço um torniquete para estancar o sangue. Mesmo sem língua ela dá uns urros de dor. Impressionante.

Quinta-feira: Seus olhos agora são de uma pessoa morta, não tem mais brilho. Eu leio para ela um livro infantil, bem antigo, ela não reage muito, sua respiração é fraca. O cheiro do quarto está insuportável. Eu raspo todo seu cabelo e corto fora suas duas orelhas, ela está horrível.

Sexta-feira: Ela está morta. Acho que foi pela madrugada que deu seu ultimo suspiro. Eu desamarro seus pulsos, estendo seu corpo pela cama totalmente nú. Lavo-a com álcool e depois a perfumo com óleo de amêndoas. Começo a devorar seu corpo lentamente, pedaço por pedaço. Sugo cada gota de seu sangue gelado. Novamente estou vivo, reiterado, com força suficiente para agüentar mais cem anos sem me alimentar.

6 comentários:

Mateus Henrique Zanelatti disse...

Minha contribuição para a zona (e palhaçada) que anda esse mundo dos vampiros.

bella ferraro disse...

ahahahahahahah!

Marcos Satoru Kawanami disse...

Mateus,

realmente não há mensagem, conforme vc disse, nesse mundo dos vampiros.

Marcos Satoru Kawanami disse...

Conde Drácula,

dá uma chupadinha aqui, que vc vai se fudê; sou nobre e tenho sangue azul: em minhas veias corre azul-de-metileno, cabra safado!


XD
Marcos

Malu Paixão disse...

Eu tinha uma única expressão a declarar: Credo! ...
mas diante de seu comentário nesse mesmo post reforço: São esses os meus vampiros favoritos (bem de longe, de preferencia.) Salve a imagem dos sanguinarios!
Muito bom, genial!

Sara S2 disse...

Meu Deus! Você gosta de uma carnificina, não é? Sabe que eu acho que vampiros são sultis e delicados demais para passarem dias até decidirem provar a sua vitima? haha. Pois é, eles são como aqueles mosquitos chatos que chupam o seu sangue sem que vc perceba...
O seu vampiro é um vampiro psicopata-canibal rs.
Obrigada pelo comentário no meu blog(saramaper), fico feliz =) volte sempre.