segunda-feira, 19 de julho de 2010

Um pouco de teoria

A inovação é um ingrediente vital para o sucesso dos negócios. A economia de livre mercado depende de empresas competindo entre si, para superar marcas estabelecidas por outras empresas. As empresas precisam introduzir continuamente novos produtos no mercado.
Novas tecnologias, como o CAD e as ferramentas de trocas rápidas estão reduzindo o tempo de desenvolvimento e lançamento de novos produtos. Os consumidores têm maiores opções de escolha, e a cada dia surgem novidades. As estatísticas sobre sucesso dos negócios mostram uma clara participação crescente dos novos produtos.
O desenho industrial é a atividade que promove mudanças no produto. O desenvolvimento completo de um produto, por si só não garante o seu sucesso. Deve-se planejar bem suas metas e diretrizes. Isso é o significado do processo do projeto de produto no moderno mundo dos negócios.
O desenvolvimento de novos produtos é necessariamente uma solução de compromisso. Diversos tipos de interesses devem ser satisfeitos. Deve-se estabelecer um compromisso entre os fatores que adicionam valor ao produto e aqueles que provocam aumento de custo. Esse compromisso estará bem estabelecido se resultar em um produto capaz de competir no mercado em constante mudança. Do contrário, o produto poderá fracassar e os resultados aplicados no seu desenvolvimento serão perdidos.
A atividade de desenvolvimento de um novo produto requer pesquisa, planejamento cuidadoso, controle meticuloso e uso de métodos sistemáticos. Os métodos sistemáticos de projeto exigem uma abordagem abrangendo métodos de marketing, engenharia de métodos e a aplicação de conhecimento sobre estética e estilo.

Mateus - Projeto de produto, 2009

7 comentários:

bella ferraro disse...

Hmmm, de fato, acho que a única pesquisa que ainda é feita e devidamente valorizada hoje em dia é a de desenvolvimento de produtos. Imagine que incrível poder transferir essa lógica para qualquer coisa nova que desenvolvêssemos em nossas vidas, e que queremos sucesso garantido? Pesquisar, planejar, buscar a melhor engenharia e um banho de estilo numa entrevista de emprego? numa amizade? numa discussão de relacionamento? num encontro?
Opa, já tiveram essa ideia.
Opa, só deu certo com produtos.

bella ferraro disse...

Você tem mais textos desse tipo?

Mateus Henrique Zanelatti disse...

Tenho, mas são chatos para botar aqui.
Legal seu pensamento aí em cima, gata.

Beijão!

Marcos Satoru Kawanami disse...

é verdade.

eu, que sou meio religioso, andei pensando que Deus criou o mundo, daí a Civilização tá acabando com ele, e a Civilização começou alegoricamente com o fruto da árvore do conhecimento, a árvore proibida.

mas Deus assim quis, para um plano mais sublime: o drama da redenção de cada um, para que o Amor pudesse florir, o Amor de Deus pudesse se manifestar com exuberância no conflito, na discussão, na variedade, nessa linguagem binária onde true-false é que dá significado e rege o Drama Humano.

nesse contexto, até o Crescimento Econômico como uma finalidade talvez suicida é válido e está no plano geral da Providência Divina.

eu fiz um teorema de Fisica em 1994, posso te mandar por e-mail?

=D
Marcos

Marguerita disse...

Cancelo o diploma e faço engenharia?
rs!
Não consigo pensar o mundo desta forma, embora me pareça o certo, o aplicável, o humanamente possível.


abraço!

Mateus Henrique Zanelatti disse...

Marcos, pode mandar por e-mail, fiquei interessado. Quanto ao que você disse aí em cima, acredito em um treco mais ou menos parecido. Só não escrevi, ainda, nada a respeito. Mas o básico básico, eu assemelho Deus com o carbono.

Ah, Rita, tudo, e todos, somos farinha do mesmo saco. No fundo, bem no fundo, pensamos igual.

Abraços!

Marcos Satoru Kawanami disse...

"Ah, Rita, tudo, e todos, somos farinha do mesmo saco. No fundo, bem no fundo"... todos temos um cu; e quem tem, tem medo.

XD
Marcos