domingo, 10 de junho de 2012

Cama de gato

A tal chamada cama de gato é uma das maiores injustiças que, merda, eu já vi nesse jogo de merda.
Agora mesmo, eu tava vendo, o puto do jogador se atira para cima do outro, que está parado, só aguardando a bola, e o outro pulando que nem um viadinho cai por cima do cara parado, e ainda é falta a favor do cara que se jogou por cima do outro. Tá na regra; a escrota regra.
Bem no dia do meu aniversário, eu tava em um bar, era a rodada final do campeonato italiano, ninguém sabia que era meu aniversário. Eu tava comemorando a “grande” merda bosta porra filha da puta da data sozinho, me encharcando de destilado. Parecia que ninguém se importava com o jogo passando na tevê, uns poucos assistiam o jogo, mas não estavam ali por ele, estavam apenas para passar o tempo. E eu? Estava ali porque? Pra tentar esquecer do aniversário e fugir de todos que me conheciam? Pra não ter que ficar “agradecendo” os parabéns? Eu odeio fazer aniversário, e odeio essas faltas que os palhaços do juízes dão na tal da cama de gato.
O Milan foi campeão de novo, e eu não estava torcendo por ele. Mais um maravilhoso “presente”.
E então, depois do jogo, começou a passar uma programa cretino na tevê, eu virei minha cadeira de costas para ela, e continuei a beber. Até que a Aninha entrou no bar. Puxa vida, como ela sabia que eu estava aqui? Ela foi direto ao balcão, pediu uma Smirnoff Ice e se sentou comigo. Não falamos nada por um tempo, apenas ficamos apreciando nossa bebida.
Ela sabia que eu estava aqui simplesmente porque é minha garota, e sabia tudo sobre mim, minhas fraquesas e meus prazeres. Uma das poucas gatas que na vida pude dizer: essa é minha garota.
Depois de um tempo, ela se inclinou para frente, disfarçou e puxou um pouco a blusa para baixo, mostrando-me seu lindo novo sutiã vermelho, e me disse:
- Gato, é seu aniversário, seu presente está aqui em baixo. Que tal se sairmos daqui e irmos para um lugar em que eu possa te dar tudo o que você está querendo nesse momento?
Porra, não disse? Essa é minha garota.
- Gata, você é demais.
Largamos as bebidas na mesa e partimos para um lugar melhor.
Mais tarde, pensei em uma novo sentido para cama de gato. Essa doce e venenosa cama de gato.

2 comentários:

bella ferraro disse...

Todas as suas camas são de gato, no caso ;)

No título tá escrito "da" ao invés de "de", arruma lá!

Mateus Henrique Zanelatti disse...

Done!