quinta-feira, 5 de março de 2009

Um conto jundiaiense sobre cabeças em um saco

Estranho, muito estranho. Esse caso aconteceu há duas semanas atrás, em uma pequena cidade do interior de São Paulo, Jundiaí. Quem sabe ao certo o que aconteceu já está morto. Seu corpo foi encontrado em um lago, próximo a Itupeva. Mas antes de morrer ele deixou algumas pistas. O fato deu-se a noite, por volta das 23:00 h, no bairro do Caxambu. Dois jovens casais estavam à caminho de uma festa, que aconteceria em uma chácara nas proximidades, estavam de carro. Era certo que haviam bebido alguma cerveja e vinho e as risadas já estavam altas. Já próximos ao seu destino, em uma rua deserta, avistaram uma pessoa andando no meio fio carregando um grande saco nas costas. É nessa parte do relato que não se sabe realmente o que aconteceu, uns dizem que o estranho acenou para o carro parar, pois estava perdido, ou pedindo comida. Mas não se para um carro para pedir informações ou comida. Outros dizem que os jovens queriam aprontar alguma brincadeira com o sujeito. É fato que param o carro e que estranhamente os casais desceram do carro. Uma outra pessoa que passava pela rua viu todo o ocorrido, essa que foi encontrada no lago. Sabe-se apenas que o estranho homem retirou de sua casaca uma espécie de espada retorcida e atacou os jovens. Apenas isso. Cruelmente suas cabeças foram decepadas e supostamente colocadas no saco e levadas pelo estranho. Após isso, saiu caminhando normalmente. O assassino não foi encontrado até o momento, e o motivo das mortes não se sabe ainda. A polícia procura por um homem vestido com roupas velhas, uma casaca e carregando um saco, supostamente com quatro cabeças dentro.

3 comentários:

Mateus Henrique Zanelatti disse...

Este conto foi importado do meu falecido blog Laranja Mecânica.

André disse...

Gosto desse conto!!
mas diz ai...oq foi feito do homem e das cabeças?

Mateus Henrique Zanelatti disse...

Hoje ele apresenta um programa de auditório no horário nobre da televisão brasileira. :P