segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

A árvore da vida

Uma árvore nasceu no topo da montanha, cem anos depois um raio a partiu no meio. Seus galhos mortos apodreceram e distribuíram nutrientes à terra ao redor. Temporais se passaram, a relva ia grande quando o homem pisou em suas costas.
Trezentos anos se passaram, um assassinato ocorreu na mata. Sangue humano escorreu pela montanha desvirginando a terra. Um lobo farejou o sangue, outro lobo veio e o matou. Lobos matando lobos, noite após noite.
Um homem subiu a montanha agarrando uma menina jovem entre os braços, estuprou-a três vezes por todos os buracos antes de arrancar-lhe os olhos e quebrar seu pescoço. A menina foi enterrada em uma cova rasa no topo da montanha, seu corpo foi devorado pelos lobos. Ano depois já contava em seis as meninas que o homem deu de alimento aos lobos. O homem viveu por cem anos, morreu na cama dormindo.
Meio século depois um grupo de jovens entrou na mata em uma noite de lua clara. Realizaram uma orgia exibindo seus corpos nus para as estrelas. Eram três garotos e cinco garotas, ninguém viveu mais que dois anos após aquela noite.
Um cão negro subiu a encosta e uivou para a lua, ele tinha os olhos insanos.
Passaram-se cinqüenta anos, um homem com olhos insanos subiu até o topo da montanha em meio a um temporal. Ele carregava uma pequena arma de fogo, atirou para o céu duas vezes, dizendo que queria matar Deus. Cinco segundos se passaram e um formidável raio dizimou o homem.
Do local que caiu o raio, uma árvore branca nasceu.

4 comentários:

Mariá Ortolan disse...

Ual!
fiquei sem fôlego lendo esse texto.
Parabéns, muito bom :D

adorei teu blog =]

beijos;*

Mateus Henrique Zanelatti disse...

Não fique sem fôlego, guarde ele para mais tarde. ;)
Obrigado pelo elogio!

Mariá Ortolan disse...

Gostei que você foi la no meu blog,Obrigada:D

Gosto quando alguém "argumenta" meus escritos... e você, digamos, opinou firme e forte ! Hahaha
Meu medo e minha indecisão andam de mão dadas, os seus estão brigados,ja que medo é medo e indecisão é indecisão. HAHAHA'


Ande sempre por lá
beijoos;*

Tika. disse...

Adorei. Vou te seguir, gostei dos teus contos.