sexta-feira, 25 de junho de 2010

Ella, eu - compartilhar

- Uma vez me disseram que o bacana da vida é compartilhar.
- Para mim o que mais importa é a outra pessoa, não me importo muito comigo e se estou bem. Me sinto mais feliz em fazer os outros felizes. Principalmente fazer você feliz.
- Mas o barato de compartilhar é justamente saber dar e receber ao mesmo tempo.
- Eu sei, isso seria legal, mas não funciona em mim, gosto de receber, mas gosto ainda mais de dar. Não me importo comigo, realmente.
- Mas assim não tem graça, você também tem que se divertir.
- Me mostra o caminho.
- Ande dois quilômetros, vire a direita, depois a esquerda todo sempre.
- Mas tem um precipício ali!
- Pois é.

5 comentários:

Marcos Satoru Kawanami disse...

"O ato de dar é tão legítimo quanto o de comer."
(Frei Beto)

este post tá esquisitão, compadre... vamo mudá o rumo da prosa?

hahaha


=D
Marcos

Mateus Henrique Zanelatti disse...

Não sou seguidor de Frei Beto... hehehe.
É, ficou esquisitão, se eu mudar o "dar" por "entregar" fica melhor?

Marcos Satoru Kawanami disse...

o ato de se entregar é lindo! rsrs

Mateus Henrique Zanelatti disse...

É, não fica melhor =/

Ana Claudia disse...

Tirando essa coisa de dar ou se entregar :-), gostei do precipício.